Quem somos

A WSET multimídia nasceu para produzir filmes e realizar eventos audiovisuais. Desde 2000 já fez mais de 50 filmes de todos os formatos, gêneros e durações.


Guilherme Whitaker - Direção e Produção

 

Curta-metragista diretor de 8 curtas, dentre eles ´1986`, ´a re-volta do Rei João` e ´Instante Karma`; Idealização e produção da MFL, Mostra do Filme Livre, desde 2002, patrocinada pelo Centro Cultural Banco do Brasil de 4 capitais. Evento que em 2015 chegou a sua 14ª edição superando os 15.000  espectadores. Em 18 oficinas de vídeo a MFL teve 350 alunos de todo o Brasil, tendo realizado mais de 50 curtas em variados formatos; Produtor e Curador do cineclube Curta o Curta, desde 2004 em variados locais; Criação e Produção da exposição “A Pintura em Pânico – Fotomontagens de Jorge de Lima”; Criação e Produção da Exposição “foto-celular”,; Criação e Produção da Mostra Cinema em Carne Viva – David Cronenberg No RJ e SP; Criação e Produção da Mostra A imagem e o incômodo – o Cinema de Michael Haneke,   no RJ e PE;  Criação e Produção da Mostra Cinema de garagem,  desde 2012 no RJ e CE; Produção da ação CINE-FANTASMA, com projeções em ex-cinemas de rua no RJ ;  Produção de mais de 20 filmes de curta-metragem de todos os gêneros e formatos (do digital ao 35mm). Dentre eles se destacam os filmes “Castanho”, de Eduardo Valente, 35mm, 11 minutos, 2002; “O filme que nunca existiu”, de Sérgio Valério (GO), 35mm, 7 minutos, 2002; “Baiestorf – Filmes de Sangueira e Mulher Pelada” e “O paradoxo da espera do ônibus”, ambos de Christian Caselli, entre outros.;  Produção do evento ´CINEMA BRASILEIRO: ANOS 90, 9 QUESTÕES`, e ´A TV no Brasil e a Produção Independente`, CCBB, janeiro de 2001.


Christian Caselli - Direção

 

 

Christian Caselli se destacou no audiovisual alternativo carioca por sua produção acelerada: fez direção, roteiro e edição de cerca de 40 clipes e curtas de baixo orçamento. Ganhou retrospectivas de sua obra em alguns festivais nacionais e internacionais, sendo seu filme mais conhecido é o viral O PARADOXO DA ESPERA DO ÔNIBUS. Trabalha atualmente na Mostra do Filme Livre (RJ/SP/DF/MG) e no projeto Maranhão na Tela (São Luís, MA), onde costuma atuar como professor de vídeo, artista videográfico (making ofs, vinhetas etc) e curador de curtas e longas-metragens. Em 2013 foi instrutor de direção no projeto São Luís nos 4 Cantos; assim como ministrou oficinas em vários estados do Brasil. Como fotógrafo, é realizador da exposição Foto-celular. Na TV, trabalhou nas séries "TRASH!" (para o Canal Brasil) e nos programas "A TV que o Brasil está pensando" e "TV & Grandes Autores" (para a TV Brasil)

João Martins - Produção
 

Jornalista e Cineasta, foi bolsista do programa de desenvolvimento de roteiros do IBERMEDIA, em 2014. Atualmente, é mestrando em teoria literária pela UFF e editor de conteúdo do Curta o Curta